Inicio / Artigos / Estilos bonsai

Estilos bonsai

Os estilos Bonsai foram desenvolvidos para servir de referência para quem quer treinar árvores em miniatura. Mas tal como em todas as artes, estão sujeitos à interpretação e criatividade de cada pessoa. Também não quer dizer que apenas existam estes estilos, e um bonsai não tem necessáriamente que encaixar dentro de qualquer estilo. 

Um bonsai pode representar mais do que um estilo mas também pode não representar nenhum estilo em concreto, pode incorporar caracteristicas de vários estilos. 

A espécie do Bonsai, a idade da árvore quando começou o treino para Bonsai, a estrutura pré-existente da árvore e até as preferências do artista do bonsai, afetam largamente o estilo final do Bonsai.

 

 

Chokkan (Erecto formal)

 

O bonsai Chokkan tem um único tronco recto, estreitando-se gradualmente até à copa. Os galhos devem ser simetricamente equilibrados e bem espaçados.

 

Moyogi (Erecto informal)

O bonsai moyogi tem um único tronco, com curvas bem equilibradas e que devem ser menos acentuadas na copa da árvore.

 

Shakan (Tronco inclinado)

O bonsai Shakan é cultivado de modo a apresentar um tronco inclinado, que pode ser, independentemente, grosso ou fino, mas sempre recto. Ele difere do estilo Fukinagashi porque os galhos crescem nos dois lados da árvore.

 

Kengai (Cascata)

O bonsai Kengai caracteriza-se pelo tronco e galhos curvados em forma de cascata. Geralmente plantado em vasos um pouco mais fundos, para dar a sensação de equilíbrio à sua forma singular.

 

Han-kengai (Semi-cascata)

Estilo muito semelhante ao estilo Kengai, diferencia-se pelo facto de o tronco pendurado fora do vaso deter a sua queda apenas sob o bordo do recipiente e curvar-se, suavemente para baixo para se elevar quase bruscamente.

 

Hokidachi (Vassoura)

Tronco recto e sem curvas, com todos os ramos partindo de um mesmo ponto.

 

Fukinagashi (Varrido pelo vento)

O bonsai Fukinagashi possui todos os galhos "caídos" para um dos lados, como se fossem constantemente somados pelo vento.

 

Bunjin-gi (Literali)

O bonsai bunjin-gi possui troncos quase rectos, mas com galhos curtos, espaçados e apenas na parte superior da planta. Isso transmite-lhe uma certa elegância.

 

Sokan (Tronco duplo ou Troncos gémeos)

O bonsai Sokan tem dois troncos, que crescem de uma forma desigual e tem uma única base.

 

Kabudachi (Multitronco)

Em teoria, o estilo multi tronco é o mesmo que o estilo tronco duplo, mas com 3 ou mais troncos. Este estilo representa uma única árvore, todos os troncos crescem a partir de uma única base. Os troncos no seu conjunto, formam uma única copa de folhas, na qual o tronco mais grosso e mais desenvolvido forma o topo.

 

Yose-ue (Floresta)

O bonsai Yose-ue consiste num grupo de árvores plantadas, num vaso raso, de diferentes idades e espessuras. A ideia é representar um bosque ou uma floresta.

 

Ikadabuki (Jangada)

O bonsai Ikadabuki tem por objectivo representar um tronco que por qualquer motivo caíu mas sobreviveu a essa queda criando raízes nos sitios em que toca a terra e do qual com o passar do tempo o que eram ramos tranformaram-se em troncos.

 

Sekijoju (Raízes sobre pedra)

O estilo Sekijoju representa uma árvore que cresceu sobre uma rocha, mas que, devido à erosão, ficou com as raizes expostas.